Translator

A ORIGEM DO RITUAL DO TEMPLO MÓRMON


Cesóstre Guimarães de Oliveira

Quando, onde e como teve inicio a relação dos mórmons com a Maçonaria? Que implicância teve esta relação na elaboração dos rituais do templo? A resposta para estas perguntas tem se tornado em desafio quase desumano para os santos dos últimos dias que buscam saber. Porém, infelizmente, aqueles que deveriam dirimir as dúvidas são os primeiros a reagirem como se participassem de uma antiga brincadeira chamada "batata quente", onde o objetivo é somente passar determinado objeto em frente antes que a música pare, pois ao "perdedor" restará a resignação e paga de uma prenda.
Alguns dos irmãos mórmons que me escrevem se dizem surpresos, e outros, constrangidos, mas são unanimes quando alegam não entender por que os "idosos" com quem têm falado demonstram aviltante descaso com a iniciação maçônica de Joseph. Eles me dizem que quando perguntam ficam com a impressão de que os "anciões" agem como se desejassem manter em sigilo velado, este importantíssimo acontecimento na história da Igreja, que por várias vezes aqui tenho nomeado de "uma verdade inconveniente". Não entendo por que o silêncio, já que ensinamos que a verdade acima de tudo deve ser dita e discutida.
Sem intenção de atrair aplausos ou criticas, declaro que atualmente somente o blog Mórmons Maçons, que todos sabem não ser uma fonte oficial da Igreja, é o único canal de comunicação e esclarecimento que levanta a bandeira do mormonismo, e se manifesta enfaticamente para tentar explicar o que houve.
Os e-mails dos insatisfeitos se multiplicam na mesma velocidade que o blog é divulgado, e quase sempre alegam já haverem perguntado a um, ou outro, "sessenta mais dez", sobre a relação mórmons maçons, mas parece que suas respostas seguem um catecismo ritualístico (sic), pois invariavelmente as respostas são sempre as mesmas, (...) imensas novelos de lã que não satisfazem a ninguém, aparentemente nem mesmo àqueles que responderam.
Porém, a forma como os instruídos se pronunciam, do alto de suas pirâmides, obriga o perguntante a se declarar satisfeito, é neste momento, com mais dúvidas que antes, que acenam positivamente como se concordassem e entendessem tudo. Mas, a verdade é outra, eles dizem "sim, eu concordo com tua explicação" apernas por que temem dizer "não, eu não concordo com tua explicação", pois tal manifestação traria sobre si "maldição" do rótulo de apóstata.
É desta batata quente que lhes falo, o rótulo de apóstata é a prenda que deve ser paga.
Sendo assim, não lhes parece que o desejo era somente se livrar da pergunta?
(...) e assim vamos sobrevivendo, vazios de respostas, cheios de perguntas, nadando por um mar de dúvidas, nos afogando no medo de estar acreditando em algo que não seja o certo.
"Há Senhor Meu Deus...", será homens insensíveis, que ainda não entenderam que a falta de respostas lança os homens nos corredores de Dédalo, não temem o minotauro, ou será que o medo é do bode? Enquanto se mantiverem calados, nesta postura de exigência da subserviência, estaremos perdidos nos labirintos das informações duvidosas. Já lhes disse em outra oportunidade: "não são as respostas, mas as perguntas que movimentam o mundo", o que queres mais que eu te diga? Calar-se às perguntas, ou enovelar nas respostas apenas faz com que as dúvidas cresçam.
MIB's dizei-me quais são os seus temores e em quem depositai vossa fé?
Que seja eterna a determinação dos colaboradores do blog Mórmons Maçons, que o "arrojo" deste pequeno, mas, significante blog, fincado na imensidão do vasto império da internet, seja perpetuado até que a "ignorância, os preconceitos e os erros" sejam aniquilados.
"Se submeterem suas vontades", talvez aprendam ouvir a voz que vem do coração. Aquele que rejeita o diálogo abandona um bom principio, na verdade evitar os esclarecimentos é, talvez, a mais nefasta forma de impedir que a verdade veja a luz. Calar-se é uma contradição que faz com que aqueles que combatem a fé Mórmon proliferem em suas razões, iguais às ervas daninhas que crescem nos jardins abandonados.
(...) e por isso também somos culpados. O silencio de quem deveria falar, permite que seja fomentada a ideia de que nossos primeiros líderes cometeram o pior erro de suas vidas quando se filiaram a Maçonaria. O atalaia que se cala coloca em risco a vida daqueles que nele confiaram. Calar é contradição, calar é consentir, afinal somos ou não atalaias da verdade?
A culpa pelo pecado da omissão pesa sobre nós, permitimos com o silencio que os caçadores de mórmons cresçam e façam discípulos, que propagam suas incabíveis afirmações de que Joseph veio até nós (maçons) apenas para roubar os rituais que precisava para incorporar à sua recém-criada religião, o silêncio é toda afirmativa que precisam para corroborar suas ideias.
Ninguém nunca ganhou uma guerra apenas por haver costurado a boca de seus soldados, porém, infelizmente alguns não aprenderam essa lição, enquanto tentam costurar bocas, os opositores difundem suas ideias do alto dos telhados e são muitos os que acreditam em suas falas, inclusive alguns debilitados mórmons, que por falta de acesso às informações verdadeiras, finalizam suas jornadas abrindo mãos da fé que outrora diziam ser "justa e perfeita".
A falta de conhecimento tem feito com que irmãos mórmons tratem a iniciação maçônica de Joseph tendenciosamente. É impossível não perder o piso quando leio mórmons preconceituosos e ignorantes, que nutridos por um falso desejoso de proteger nossa religião, criam fábulas que fariam até mesmo Jean de La Fontaine sorrir, eles dizem que "Joseph só aceitou ser iniciado Maçom por que precisava resgatar alguns símbolos e rituais sagrados que se haviam perdido", para estes, eu digo que seria mais crível afirmar que elefante voa e bota ovo. Sinto piedade por meus irmãos mórmons que privados do direito à verdade, são empurrados a proferirem afirmações contraproducentes que somente municiam os mais vorazes opositores do mormonismo.
Não existe procedência nesta afirmação, que só existe por que o desespero os convence de que precisam construir uma explicação que só serve para provar o quanto necessitamos do verdadeiro conhecimento.
- Então, por cargas d'agua qual a explicação coerente, qual a verdade por trás da ida de Joseph a Maçonaria?
- É simples:
"Joseph não suportava mais ver a Igreja, (seus membros), sofrer a intolerância das autoridades locais, era seu temor que se repetisse em Nauvoo, aquilo que acontecera em outros locais, que culminaram com a expulsão dos mórmons de suas casas. Foi através de Hyrum, seu irmão, Maçom de longas datas, que ele soube que vários políticos, juízes e empresários locais eram membros da fraternidade e que talvez a Maçonaria fosse o caminho da paz que ele tanto buscava para os mórmons. Joseph acreditou que sendo Maçom, as autoridades locais estariam empenhadas na defesa da causa Mórmon".
Em primeira análise este pensamento pode parecer indigno de alguém que reclama para si o título de enviado de Deus, porém, eu acredito que os atos de Joseph foram pautados no sublime sentimento do amor ao próximo, ele se preocupava, acima de tudo, com o bem estar de seus irmãos de fé.
Mesmo sabendo que sua iniciação maçônica não foi um fruto da inspiração divina ou não tenha sido um ato sagrado de resgate, devemos reconhecer que foi um gesto de nobreza altruísta, que por suas qualidades torna este ato, sagrado. Infelizmente, os que combatem contra o mormonismo, insistem que a única interpretação que justifica sua iniciação maçônica foi o desejo de plagiar. Eles se agarram com tanta força a esta teoria que algumas vezes penso que sua ida para o "céu" depende de provar que realmente aconteceu assim.
Replicar tamanha asneira é fácil, (...) sabemos que tão logo o mormonismo foi organizado como instituição religiosa, Joseph prometeu aos mórmons que em determinado momento lhes seria concedidos certos rituais, que por extensão são a continuação daquilo que recebemos no batismo. Até este momento Joseph não era Maçom, sua iniciação só ocorreu algum tempo depois de ter sido instruído quanto aos rituais sagrados que deveriam ser realizados no Templo. Joseph sabia que estes rituais deveriam ser conferidos somente àqueles que tivessem alcançado certo grau de maturidade na doutrina. Esta é uma boa razão para justificar a aceleração na construção do Templo de Kirtland, mesmo a custo de muito sacrifício para os mórmons. Mas, é uma pena que após a dedicação do templo de Kirtland, somente alguns poucos rituais foram compartilhados. Estes importantes rituais visavam preparar os mórmons para o que hoje entendemos como as investiduras, (por considerar as investiduras, um ritual sagrado, e por haver conveniado com Deus, através de um voto de sigilo, não o detalharei aqui).
Quando falo das semelhanças, lembro em minhas pesquisas que nenhum dos primeiros mórmons maçons se mostrou surpreso com as "similaridades", pois aquilo que viam já lhes havia sido anunciado.
Em 19 de Janeiro de 1841 Joseph, (que ainda não Maçom), declarou haver recebido por revelação a seção 124 de Doutrina e Convênios, onde o Senhor Jesus Cristo nos explica o motivo pelo qual pediu que o Templo de Nauvoo fosse construído, diz o texto:
Portanto em verdade vos digo que vossas unções e vossas abluções; e vossos batismos pelos mortos; e vossas assembleias solenes e memoriais dos vossos sacrifícios feitos pelos filhos de Levi por vós; e vossos oráculos nos lugares santíssimos, onde recebeis conhecimento; e vossos estatutos e julgamentos para o início das revelações e do alicerce de Sião e para a glória, honra e investidura de todos os seus munícipes são prescritos pela ordenança de minha casa santa, a qual meu povo sempre recebe ordem de construir a meu santo nome. Pois digno-me revelar a minha igreja coisas que têm sido mantidas ocultas desde antes da fundação do mundo, coisas pertinentes à dispensação da plenitude dos tempos. E eu mostrarei a meu servo Joseph todas as coisas relativas a essa casa e a seu sacerdócio, assim como o lugar onde será construída.
(D&C 124:28,39,41,42)
Em 4 de Maio de 1842, (agora sim já com quase três meses de iniciado Maçom) Joseph improvisou uma sala, na parte superior de sua loja de ferragens, para concessão dos rituais do templo a vários líderes da Igreja. Este procedimento foi repetido várias vezes, neste mesmo local. Foi ali que Joseph instruiu os diversos líderes mórmons sobre o templo que seria construído em Nauvoo.
Embora o que lhes tenho dito seja a verdade, não cabe a mim convence-los daquilo que não querem acreditar. Não nego os vários pontos de semelhanças, fazê-lo seria contrariar os bons princípios que tenho aprendido tanto no mormonismo quanto na Maçonaria, as evidencias estão aí, e são muito fortes. Porém, peço que entendam que estas semelhanças não têm relação com as questões básicas, todas estão limitadas ao mecanismo de realização do ritual. Além disto, as semelhanças são comuns a qualquer fraternidade iniciática, e estão sendo utilizadas livremente ao longo dos séculos. Sendo assim, considero perfeitamente normal que Joseph tenha "usado e abusado" destes métodos e símbolos para explicar o sagrado, sem que isto tenha ferido suas intenções. Acusá-lo de plagiador somente por que alguns símbolos ou métodos didáticos têm certas semelhanças, é puro extremismo.
Os contestadores querem nos fazer crer que Joseph estava limitado ao uso dos símbolos da Maçonaria na elaboração dos rituais mórmons. Mas deixam de falar do batismo, que é praticado por boa parte dos cristãos, por isso vos pergunto: por que aqueles que não se entendem quanto à forma correta de batizar, (se por imersão ou aspersão), nunca o acusaram de haver plagiado o batismo de outro seguimento religioso anterior ao cristianismo? Talvez por que ao acusa-lo teriam que assumir que também fizeram o mesmo. Caro leitor, o batismo é uma prática religiosa anterior a Jesus Cristo. Não existe consenso quando ou com quem esta prática teve inicio, esta informação igual a tantas outras, está perdida nas brumas da antiguidade.
Entendam que o ritual do templo é essencialmente simbólico. Nada é literal, com exceção dos significados. Ele não é só antigo, também representa verdades profundas. Não consigo conter minha irritação ao saber que os predadores da fé mórmon vivem a buscar evidencias entre os rituais da Maçonaria e do mormonismo, motivados unicamente pelo desejo da disputa religiosa. Assim como também fico irritado quando sinto que intencionalmente ignoram as diferenças entre as duas práticas, a isto chamo tendenciosidade. Eles fazem questão de não saber que no mormonismo, diferente da Maçonaria tradicional, as mulheres e os homens recebem o ritual do templo. Mas, apenas quando juntos, um homem e uma mulher, podem receber as bênçãos mais altas do local sagrado. Existem muitas diferenças, no templo Mórmon a promessa maior é de que pela nossa obediência à lei de Deus, além de outras promessas de bênçãos infindáveis, poderemos um dia ser um com Ele. Na Maçonaria, este privilégio nem é cogitado, quando maçons, trabalhamos pelo agora, pelo presente, nosso objetivo é ajudar o homem a se tornar um cidadão melhor para seu país, um marido melhor para sua esposa, um pai melhor para seus filhos, e finalmente, um adepto melhor para a religião que escolheu como sua, se essas forem qualidades de um satanista, alguns conceitos precisam ser revistos.
A amarga acusação pejorativa feita tanto aos mórmons, quanto aos maçons, de sermos secretos, é uma injuria para a qual ainda se busca perdão, pois como seremos secretos se todos sabem onde e quando nos reunimos, onde estão construídos nossos prédios e até mesmo onde trabalhamos? Será que não sabem que qualquer um que atenda aos requisitos necessários poderá ser iniciado maçom ou entrar no templo mórmon?
O templo mórmon é o local sagrado, é o lugar pelo qual o mórmon tem maior respeito e reverencia, enquanto que o templo maçom o local destinado à lapidação de nossas arestas, é o local que escolhemos para polir o ego humano transformando-o em algo verdadeiramente benefico a humanidade.

34 comentários:

Anônimo disse...

Sr. Cesostre, saudações!

Os Templos da Igreja a qual vós pertences são claramente sagrados, assim como da mesma forma toda escola é ambiente sagrado, porque segundo a doutrina mórmon, o evangelho é formado por todas as formas de conhecimentos verdadeiros no meio das ciencias ou no meio do evangelho, porque tudo o que a humanidade desenvolveu no meio das ciencias, só foi possivel por causa da inspiraçao de Deus, ainda qui muitos nao acreditem nisso.

O Sr. Profeta Joseph Smith nao entrou na maçonaria meramente pra proteger o povo mórmon, mas com certeza entrou na maçonaria por inspiraçao divina e para aprender sobre a nano'essência das ciências que está no meio da maçonaria ainda hoje. Nenhum homem de Deus entra para maçonaria por motivos pequenos. Todas as nossas vontades pra aprender coisas que nos elevam de alguma forma, são inspiraçoes de Deus.

A parte organizacional da maçonaria foi feita por humanos, e o que a maçonaria guarda em seu meio é criaçao de Deus, porque os seres humanos desenvolvem as ciencias, mas a humanidade nao criou a nano'essencia das ciencias. Tudo o que existe foi criado por Deus ou Deus inspirou a humanidade pra que os homens desenvolvessem.

Só pra esclarecer... o Sr. Profeta Joseph Smith, recebeu as cerimonias dos Templos Mórmons antes de entrar pra maçonaria.

Katia Versoza.'.

www.grandeloja.org.br

www.maconariaegipcia.com.br

Cesóstre Guimarães de Oliveira disse...

Obrigado pelos adendos Kátia, continuo contando com teu apoio.
Abraços

Anônimo disse...

Muito instrutivo, também estou tentando descobrir porque realmente Joseph foi iniciado na maçonaria, se isto foi escolha pessoal dele próprio ou foi mandado por Deus, acredito em uma verdade sobre uma coisa e não duas verdades sobre uma coisa, pois do contrario seria contraditório,se existe dúvidas é porque não se chegou a uma verdade e tudo que se tem são meras especulações, embora saiba que tenho que fazer a minha parte para aprender, sei que na minha fraca natureza carnal nunca poderei aprender por mim mesmo sobre as coisas de outra esfera ou plano transcendental se isto não me for revelado por Deus. Sou consciente de minha sinceridade e por isto enquanto pondero e pesquiso as várias posições e opiniões, o que me traz esperança é que Deus tenha misericórdia de mim e me revele, pois como disse Deus por intermédio de Isaías, " Meus pensamentos não são vossos pensamentos". Nos os seres humanos estamos sujeitos a enganos devido aos fraco controle que temos sobres nossos desejos, apetites e paixões e isto pode interferir no julgamento de nossas observações e conclusões. Sei e não acho, ou apenas creio eu " sei" que Deus nos revela e ensina se nós formos sinceros e humildes o suficientes para deixar que Ele assim o faça,porque temos o livre arbítrio e isto pode com que o nosso orgulho não nos deixe sermos ensinados sobre a verdade e permaneçamos com o nosso engano e tentemos impor isto como verdade.Sabemos que Satanás e real e ele vive, desde o início da jornada do homem na Terra, ele tem influenciado e ensinado os filhos dos homens,interferindo nos pensamentos e ações daqueles que deixam e assim o aceitam. Pois como ele mesmo disse: Queres religião, não é, queres que alguém pregue a ti, pregarei a ti filosofia dos homens mesclada com escrituras(sabemos que escrituras é o que Deus revela aos homens).
Estamos em uma corda bamba, e aos reles mortais que são sinceros não resta outra opção a não ser que confiem nas misericórdias de Deus para que nos revele a verdade e não nos deixe sermos enganados.
Ao senhor administrador desta página peço o favor de não censurar este texto, pois não quero ser malicioso, sou apenas um sincero buscador da verdade. Você parece ser sincero por isto escrevi este comentário, espero não estar enganado. Obrigado.

Anônimo disse...

Eu gostaria de não ser censurado por expressar a minha opinião.
Não vejo nem o Mórmonismo nem a Maçonaria como caminhos de libertação. Quando nos reunimos em grupos para discutir idéias, isso é mais libertador que ficar sentado ou em pé, gesticulando e fazendo sinais por toda a eternidade. Os Mórmons com seus Rituais e cerimônias aprisionam tanto os seres em atos e gesticulações desnecessárias quanto a Maçonaria. A Maçonaria insinua a seus aprendizes que esses devem aprender a manter o sigilo de tudo o quanto se passa no templo maçônico. Irônico é saber que não-maçons podem, muitas vezes, assim como eu, saber muito mais de maçonaria que os próprios aprendizes. Esses segredos já há muito foram revelados e não há absolutamente nem diabólico nem divino no que pregam. Simplesmente uma perda de tempo com pseudofilosofias. Sinais de ordem, sinais de grau, toques, pés em esquadro, três passos para entrar no templo, reverência ao venerável mestre a aos vigilantes, sol, lua, olho de Hórus, a infinita quantidade de símbolos tanto em imagens quanto numéricos (corda de 81 nós), tudo isso não passa de perda de tempo. Como se não bastasse, o aprendiz deve ler inúmeras obras. Não há unanimidade na Maçonaria, tanto que existem vários ritos.

Os maçons que se vangloriam de ter recebido em seu meio um homem como Joseph Smith, se assemelham aos que abraçam a idéia de a Maçonaria ter tido representantes e adeptos tanto no Brasil Império quanto na República. Pura conveniência.

É muito estranho que os maçons, durante o interrogatório, afirmam “submeter suas vontades”. Submeterem suas vontades é o mesmo que “embotar o pensamento”. Quanto tempo se perde aprendendo gestos, sinais, passos e frases vazias e sem qualquer expressão? Dizer que Deus lhes mostrará o caminho e comungará às escondidas é o mesmo que eleger uma sala simbólica como fonte do saber e abrir mão de toda a realidade do verdadeiro universo que se abre diante de suas cabeças durante o dia e durante a noite, trocando essa realidade por um Templo crivado de astros artificiais. Os rituais maçônicos foram escritos artificialmente demonstrando que nada de divino existe.

Se a Maçonaria abraça e incorpora todas as religiões e se formos discutir as gesticulações, teremos de aceitar que todas as gesticulações de todas as religiões são igualmente válidas. Mas, na essência, colocar a Bíblia (ou qualquer outro livro religioso) como Livros da Lei, é aceitar e perpetuar que os filhos sejam apedrejados até a morte (Deuteronômio 21:18-22), ou aceitar que o apóstata seja executado, como no caso do Al Corão (“O castigo, para aqueles que lutam contra Deus e contra o Seu Mensageiro e semeiam a corrupção na terra, é que sejam mortos, ou crucificados, ou lhes seja decepada a mão e o pé opostos, ou banidos...” (Alcorão 5:33)). São esses os livros que os Maçons veneram como sagrados? É seguindo esses livros que os maçons serão "justos e perfeitos"?

Quanto ao autor desse blog, alegar que Joseph Smith entrou para a Maçonaria por um ato de altruísmo, seria talvez importante mencionar que raramente alguém recebe o nome de Hyrum. Em português, traduz-se por Hiram e está muitas vezes relacionado à Hiram Abiff, o personagem principal da lenda do 3º grau da maçonaria. Seria isso coincidência, se outros autores informam que o pai de Joseph Smith também era maçon?

Para minha conclusão, não vejo absolutamente nada, nem de divino nem diabólico nas duas correntes, mas posso concluir que, quanto mais textos e mais rituais houver e quanto mais as instituições forçarem seus adeptos a memorizarem uma enorme quantidade de pseudofilosofias, isso sim, é o mal e uma perda de tempo preciosa.

É apenas a minha opinião.

Cesóstre Guimarães de Oliveira disse...

Obrigado por compartilhar conosco seus pensamentos caro anonimo, mas me permita fazer três resalvas:

1) Uma pena que alguém que tem tanto dominio da escrita, se esconda atrás do anonimato. Mas, você deve ter suas razões e eu as respeito mesmo não conhecendo.

2) Todo aquele que externa seus pensamentos de forma publica, corre o risco da crítica e com você não será diferente, em algum momento tuas palavras serão criticadas.

3) Não penso que Hyrum seja a "tradução" para Hiram ou alguma forma de alusão a Hiram Abif, pois se verificar com mais zelo vai notar que Hyrum Smith nas ceu muito antes da iniciação maçonica de seu pai Joseph Smith Senior.

Seria de muito bom gosto continuar lendo você, gostaria de saber mais sobre seus pensamentos, compartilhe conosco.

Abraços

Anônimo disse...

O problema ta em não entender a diferença da maçonaria pra uma religião de teologia.
Nos livros sagrados, são vários os trechos onde Deus estimula ou manda aprendermos o conhecimento, mas esquecemos que o conhecimento de Deus é formado por conhecimento pra nos fortalecer espiritualmente e o conhecimento pra desenolver'mos nosso intelecto.
A maçonaria não incorpora todas religiões, mas em maçonaria poderá ser estudado ou não, sobre algumas ou sobre todas religiões ou estuda'se sobre os grandes líderes qui deram origem a todas religiões, mas tem'se que entender que é estudado e não se incorpora essas religiões em maçonaria. Da mesma forma nos estudos de filosofia estudamos todas as religiões, e a filosofia não é religião de teologia.

Não é coisa meláfica o estudo de diferentes formas de filosofia, porque tudo e a filosofia tem origem em Deus e isso ta claro nas escrituras sagradas. Na bíblia cristão ou no alcorão podemos perceber claramente o uso da filosofia pra melhor expressar os ensinos de Deus, é só percebermos o constante uso de parábolas. Parábolas é uma forma comum de expressar filosofia e que também é usado em teologia.

Muitos mórmons vivem falando coisas inverídicas sobre a entrada do Sr. Profeta Joseph Smith na maçonaria. O certo mesmo é que ele entrou na maçonaria estando sob inspiração de Deus, ainda que isso não é percebível, porque o que mais fazemos em maçonaria é aprender estudar e fazer caridade a todos, e todas as vezes que vamos em algum lugar pra aprender e nos organizar pra ajudar a todos, estamos sob inspiração ou influência de Deus. Mas faltanos humildade pra aceitarmos issa informação clara.

Kátia Versoza.'.

www.grandeloja.org.br

Anônimo disse...

Sou "mormon" e rosacruz. Embora tradicionalmente a maçonaria remonte a uma antiguidade indefinida, historicamente os rosacruzes surgiram antes. Acredita-se que os maçons se inspiraram nos rituais rosacruzes. E agora??? Os mormons teriam copiado coisas dos maçons que "copiaram" coisas dos rosacruzes...como fica isso, a igreja vai me condenar duas ou 3 vezes pelas associações? rss

Anônimo disse...

Acho importante disponibilizar estas informações ao público realmente interessado em compreender minimamente o sentido das associações iniciáticas.

Anônimo disse...

Sr. anônimo... a maçonaria nao surgiu dos rosacruzes.

Tanto a Ordem Rosacruz como a Maçonaria surgiram de povos muito antigos, mas as duas ordens iniciáticas nunca precisaram uma da outra pra existir e nem pra criar suas formas de estudos e ritualísticas.

A informação de que a maçonaria surgiu a partir da Rosacruz, é uma informação falsa, que só acredita quem gosta de erradamente acreditar nas idéias falsas dos outros.


Kátia Versoza.'.

www.grandeloja.org.br

Anônimo disse...

O que me deixou INDIGNADO, mesmo, foi ter visto no templo da igreja os rituais maçonicos, o toque mormom é o mesmo do rito de york, as penitencias são as mesmas usadas por Ap.´. Comp.´. e M.´.
Poxa, Joseph Smith jurou na maçonaria perante ao L.´.SS.´.EE.´. e selou beijando a biblia que NUNCA mostraria tais segredos, agora, graças a ele todos mormons sabem os toques, as posições de penitencia (garganta, coração e abdomem) isso de deixou péssimo, ele com certeza quebrou uma promessa solene, não tem outra explicação, e esse é seu "profeta amado"? Até o avental de Ap.´. é usado no templo mormom, para com isso, não me sinto mais um mormom e sim uma seita plagiada.

Anônimo disse...

Eu vi, não sei se é igual o da maçonaria, mas se for é plagio mesmo.

http://investigacoessud.blogspot.com.br/2010/10/os-toques-secretos.html

W. Figueiredo. disse...

Ha,ha,ha....e se for realmente isso? Qual o problema? A verdade é que ninguém liga! Tenho pesquisado muitas religiões sérias (como os mórmons) e só vejo as pessoas querendo um conforto e ensinamentos que elevem suas famílias a um melhor patamar. eles pensa: o mundo não está legal então, darei um direcionamento com ensinamentos saldáveis para meus filhos e netos. Assim é com os Sabatistas, Testemunhas de Jeová, Batistas etc. Então, quem se importa com "papos assim ("A Origem do Ritual...")?

Anônimo disse...

sr. anonimo... as cerimonias dos templos mórmons não são iguais aos da maçonaria, porque esses gestos existem em varias instituiçoes, e na maçonaria o sentido é completamente diferente aos dados pelo Sr. Joseph Smith. Embora as coisas sejam diferentes, ao mesmo tempo fazem parte do todo e do tudo, e tudo o que é certo é necessário pra nossa evoluçao.

O Sr. Joseph Smith recebeu os ensinos dos templos mórmons muitos antes de entrar pra maçonaria, portanto não existiu nenhum plágio.

Kátia Versoza.'.

www.grandeloja.org.br

Davi Costa disse...

Prezado Cesóstre,

Como você sou mórmon, tenho lido alguns de seus artigos, e tenho uma pergunta em mente. Ficarei grato se puder me ajudar a entender, pois é algo que me deixa inquieto. Quando Joseph Smith orou ao Pai Celestial e obteve a Primeira Visão, O Filho respondeu a Joseph Smith que ele não deveria unir-se a qualquer dos credos existentes naquela época, porque segundo Ele, "todos" os seus credos eram uma "abominação" a sua vista, e que aqueles religiosos eram "todos" corruptos... (Joseph Smith - Historia 1:19) A pergunta que tenho é porque Joseph Smith desobedeceu a este mandamento divino? Se "todos" os credos, eram uma "abominação" a vista do Senhor, certamente a Maçonaria se enquadra na descrição do Senhor naquela visão, pois ela já existia. Posso estar errado, mas eu entendo que a Maçonaria é um credo, é uma religião, pois embora nela sejam aceitas pessoas de diferentes religiões, tem ela própria seus rituais e cerimonias. Ao meu ver, entrar para a Maçonaria foi um grande erro cometido pelo Profeta, porque um Profeta Vidente e Revelador não precisaria de conselhos dos homens, pois o próprio Deus lhe revelaria sua vontade. Deus também tem todo o poder e poderia ter cuidado do Seu povo sem ordenar que Joseph se unisse aos credos abomináveis a fim de obter sua ajuda. Meu único interesse ao postar este comentário é compreender a verdade. Ficarei grato se puder me ajudar! Um abraço!!

Anônimo disse...

Prezado Davi Costa penso que vc foi infeliz ao dizer que o Profeta cometeu um grande erro ao entrar na Ordem,pois então todos os apóstolos da época e os 04 presidentes depois dele incorreram no mesmo erro,pois todos menos Orson Pratt erma irmãos maçons,eu também sou mórmon e maçom e não vi nenhuma falta na maçonaria como Instituição, A Igreja é perfeita ,seus membros não ,mas apontar erros aos profetas é um caminho perigoso,aconselho vc a estudar mais a história da Igreja,um abraço !!!!

Anônimo disse...

não concordo!! OS mormons enganam mt gente!!! NÃO ACREDITEM!

Anônimo disse...

Deus e Jesus ao visitar o Profeta'Maçom Josepj Smith. o proibiu de entrar em religiões de teologia, mas nunca o proibiu de procurar aprender em escolas de ciência, pra o Profeta Mórmon podesse desenvolver também desenvolver o intelecto. E maçonaria é uma escola iniciática filosófica, onde também desenvolvemos o intelecto, porque a maçonaria passa a seus membros, a nano'parte das ciências.

Kátia Versoza.'.

www.grandeloja.org.br

Anônimo disse...

A maçonaria não passa conselhos dos homens visando opinar em coisas espirituais ou do evangelho ou da teologia cristã. A maçonaria é uma escola de desenvolvimento mental'intelectual. Não esqueças Sr. Davi, que tudo e até mesmo os homens ou a humanidade foi feita ou tem origem em Deus, e por isso as habilidades de criação humana, não é assim algo sem valor como vós demonstras.


E peço isto: que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento. ( Filipenses - 1 - 9, Bíblia Cristã. )

Kátia Versoza.'.

www.grandeloja.org.br

Davi Costa disse...

Prezada Sra Katia, concordo com o ensinamento da Bíblia, de crescer em ciência e entendimento, é isto o que busco. Pelo pouco entendimento que ainda tenho, a maçonaria é uma religião, pois assim a define o dicionário:

1- Crença na existência de força ou forças sobrenaturais; 2- Manifestação de
tal crença pela doutrina e rituais próprios; 3- Devoção.

O que eu disse na realidade foi que, ou Joseph Smith não viu o que disse ter visto ou então ele estava certo, mas suas própria atitude de se filiar a Maçonaria contradiz o que ele diz ter ouvido. Obrigado pela cordialidade e por me ajudar a entender este grande enígma!

Anônimo disse...

Sr. Davi,

Vós estás equivocado em vosso entendiemnto com relação da maçonaria, porque a maçonaria é de fato uma escola iniciática filosófica e filantrópica. Sendo que a definição dada pelo dicinário é distante da verdade. Porém, vós tens qui entender, que até mesmo as ciências ensinadas nas diversas faculdades, também acreditam em forças sobrenaturais, como é o caso da filosofia que tem uma área qui estuda sobre Deus ou forças sobrenaturais, e tem também a parapsicologia que estuda ou acredita também em forças sobrenaturais. Além, disso diversas outras ciências também tem muitas crenças, porque os cientistas muitas vezes nao tem certeza do que sabem, e por isso se sustentam em cenças.
Uma instituição filosófica cuja maioria de seus membros, decide reconhecer a existência de Deus, não trasnforma essa instituição em uma religião de teologia, porque existem até cientistas ou associações de cientistas que reconhecem a existência de Deus, e por isso tem devoção a essa existência, sem prestar culto mediante a centralização de estudo de teologia. Além disso Sr. Davi, não existe uma teologia de maçonaria, porque a maçonaria não é uma religião de teologia e nem tem teologia própria.
Não comento vossa crença, em qui vós questiona a visão do Sr. Profeta'Mórmon Joseph Smith, porque respeito as crenças mórmons.

O Sr. Profeta Mórmon Joseph Smith agiu de acordo com os ensinos de Deus, ao se filiar a maçonaria, porque em todas Escrituras Sagradas existe mandamento pra que todos desenvolvam'se espiritualmente e também o intelecto, e a maçonaria é uma escola iniciática filosófica e filantrópica, que passa a seus membros a nano'essência das ciências.
Vós só entenderás de fato a maçonaria, se vós fizer parte da instituição... portanto, vós pdoerás vê milhões de vídeos, lê milhares de livros, e nada disso lhe possibilitará entender a maçonaria. Não existe enígma na maçonaria, mas tudo o qui é puro sempre permanecerá oculto, pra aqueles que não são sinceros.
Maçonaria não é religião de teologia e vós diz que concorda com o ensinos bíblico, mas logo demonstras não concordar com a Bíblia.

Kátia Versoza.'.

www.grandeloja.org.br


'

Marcos José disse...

Conhecereis a verdade e verdade vos libertara
Essa máxima da antiguidade, que é difícil de aceitar ainda para muitos mas a voz não cala, conhecer a verdade é um cominho difícil e arduo, porém individual, pois Deus não esta em estruturas de concreto, mas no coração do homem, conhecer não é seguir a idéia de outra pessoa, mas conhecer a si mesmo, enquanto ouver quem pensar para os outros, alguns vão seguir esse caminho mais fácil, mas alguns seres de luz serão provocados a pensar e serão luz dissipando trevas, sua vida será luz, seus ensinamentos será vida, seus frutos serão, amor. E libertaram almas cativas desse sistema impiedoso chamado dinheiro.
Mas para quem não quer pensar pague para quem pensa. Afinal cada um tem esse direito

Anônimo disse...

Sr. Marcos José
Pensas saber muito e vossas palavras demonstram que vós também não entendeu amplamente o que vós mesmo disses. Tanto as escolas de filosofia como as religiões de teologia como o mormonismo, tem validade perante Deus. O erro tá em ficar aprisionado em uma só escola ou corrente de aprendizado.
Conheço várias gentes que só conseguiram curar'se câncer porque foram a uma religião de teologia buscar essa cura e hoje estão completamente curadas dessa doença, tudo comprovado por exames e vericação médica.

Sr. Cesostres... parabêns por deixar que a maçonaria independente regular e reconhecida, aqui também se manifeste.
Em Pernambuco uma potência maçônica da maçonaria independente regular e reconhecida, vem fazendo otimo trabalho no maio maçônico e no meio da juventude. Essa potência maçônica chama'se Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil. Olhar site: http://www.ommeb.com.br/


Kátia Versoza.'.

www.granedeloja.org.br

Anônimo disse...

Sr. Cesostre,

Aqui em Manaus no Amazonas existe o Grande Oriente Universal do Brasil, que é uma nova potência maçônica regular'independente, reconhecida e autêntica.
Nosso principal diferencial como potência maçônica, é à aceitação também de mulheres'maçonas.

www.grandeorienteuniversal.com
Caso queiram saber mais detalhes sobre o grande oriente universal, é só procurar no facebook e lá encontrarão várias declarações de nosso Grão Mestre Richard Maia.

Nosso muito obrigado ao dono desse blog, por deixar que a maçonaria regular'independente e reconhecida, aqui também possa se manifestar!

Julio Venturini.'.

Anônimo disse...

que blasfemea,nao tem nenhuma relaçao entre os mormons com a maçonaria!eu sou mormon!joseph smith nunca entrou pra maçonaria nunca ouviu.da onde tu me tira uma merda dessas,a sei o diabo q mandou tu falar isso,mormons nao tem nenhuma coisa a ve com a maçonaria,e joseph smith tambem nunca foi maçonico,primeiro deus revelou a joseph que a igreja verdadeira nao estava na terra,segundo ele q ia restaurar a igreja verdadeira porque deus escolheu ele,terceiro acho q os q dizem ser mormons nao sao,porque tao falando coisa q nao sabe,e so ler o livro de mormon,doutrina e convenios,perola de grande valor.joseph nunca foi maçonico a e para de botar merda nesse teu blog q ta todo comrropido pelo diabo,so tenho pena de quem inventou uma mentira dessa,e mormon nao e o nome da igreja mais o nome e a igreja de jesus o cristo dos santos dos ultimos dias,e nos da igreja de jesus cristo dos santos dos ultimos dias nao copiaram ninguem,tudo foi feito pela orientaçao de deus,a maçonaria nao tem nada a ver com os mormons,eo nome mormon e apenas o apelido,entao te aconselho que te arrependas,e ore a deus e que tu apague essa porcaria,ou se nao queimara no fogo do inferno por inventar uma mentira,e tem um monte de troxa acreditando nos papos de quem fez essa porcaria corrompida pelo diabo que escrevam no google a igreja de jesus o cristo dos santos dos ultimos dias e conheceram-nos melhor!

theDS jackson disse...

acho completamente desnecessário colocar em pauta para discussão diferenças ou semelhanças entre mormonismo e maçonaria... Então teríamos que começar a fazer comparações de todos os conhecimentos e áreas da ciência e do senso comum com o mormonismo. O mormonismo tem princípios de integralidade testáveis e aplicáveis provindas de fonte divina associada aos diversos conhecimentos já existentes na terra, então ou você acredita, segue, prova, ou perde tempo em colocar em cheque e tentar provar semelhanças, fundamentações e histórias intelectuais e factuais entre o mormonismo e maçonaria. O mormonismo consiste em compreensão de sua eficacia pela aplicação prática de seus princípios, e não julgo precisar de complementos quem o faz com a mente aberta.

theDS jackson disse...

Não vejo qualquer necessidade de tantas argumentações e discussões a esse respeito. Deveríamos nos concentrar mais em aperfeiçoar a nós mesmos para um dia encontrarmos com a Divindade preparados e puros. O mormonismo está presente na terra , restaurado por Deus, o caminho é único e isso foi dito por ELE mesmo. Deus nos ensina de diversas formas a buscarmos o bem enquanto peregrinamos pela terra, mas ELE já disse e deixou claro qual o caminho da Salvação e a Restauração em preparação para segunda vinda de Cristo.!!!!

Anônimo disse...

theDS jackson... de acordo com o mormonismo, tanto a igreja mórmon como igualmente as ciências, são originários de Deus e Deus manda aprender o evangelho como igualmente o conhecimento das ciências, sendo que a maçonaria ensina a nano'essência das ciências. Vós erra ao entender que só basta aprender o qui ensina dentro da igreja.

De acordo com a doutrina mórmon ou o evangelho restaurado, o caminho único, inclui igualmente o aprendizado das ciências em todas suas formas e nas diversas escolas. Vós está errado ao entender que o único caminho exclua as ciências, porque o único caminho ou o evangelho inclui todas formas de conhecimentos, não importando onde esses conhecimentos estão sendo ensinados.

Kátia Versoza.'.

www.grandeloja.org.br

João disse...

Kátia, muito obrigado por suas colocações tão inteligentes.
Tenho uma dúvida: Se Joseph Smith recebeu as cerimonias do Templo antes de entrar para a maçonaria (entendo então que nenhum maçon tenha ido ao Templo antes de Joseph se filiar aos maçons) como se explica a semelhança dos sinais e rituais entre as duas instituições???
Grato,

Anônimo disse...

Sr. João... os primeiros mórmons eram maçons rosacruzes e cabalistas.
O Sr. Profeta Joseph Smith recebeu a revelação das coisas dos templos mórmons, mas precisava de um método pra conseguir passar esses ensinos pra qualquer tipo de gente, e esse método usado pela maçonaria é também usado por várias instituições no mundo todo, mas no caso da maçonaria, só a maçonaria tem suas próprias particularidades.
Vós achas semelhanças entre maçonaria e mormonismo, porque vós é mórmon. Conheço budistas membros da maçonaria, que entendendo que de fato existe é mais semelhanças entre maçonaria e budismo. E assim sucessivamente.

Kátia Versoza.'.

www.grandeloja.org.br


veja vídeo apresnetado por um maçom e maçona: http://grandeloja.org.br/?pg=videos



.

Anônimo disse...

Bingo!!!

O que veio primeiro? Os rituais da maçonaria ou os rituais da "Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos ùltmos Dias".
?????????????????????????????

Anônimo disse...

Bingo!!!

O que veio primeiro? Os rituais da maçonaria ou os rituais da "Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos ùltmos Dias".
?????????????????????????????

Anônimo disse...

Boa noite,

Somente gostaria de esclarecer que a maçonaria não é uma religião nem tem o intúito de ser, obviamente a ditas "potências independentes" ou para a maçonaria as irregulares, não conheço seus rituais e filosofia não posso opinar.

Saudações Fraternais a todos.

Aluizio da Silva França Junior disse...

O Mau e o Bem não existem,o que existem são duas forças que se equivalem,e uma depende da outra para movimentação do Cosmos. escolha o seu lado e faça o seu melhor,dentro das regras.

Anônimo disse...

palavras e mais palavras, gostaria de saber se existem registros,livros, fotos que mostram alguma coisa. tenho 36 anos, já passei por varia igrejas, e ao primeiro sinal de que tem algo que causa dúvida, eu desisto. pois ou se serve a Deus ou ao Diabo. a ultima igreja que passei foi a Mórmom,e é claro que tem coisas que deixam ???????? no ar. por exemplo um livro mormom chamado "Ensinamento dos presidentes da igreja" traz uma foto aonde um dos presidentes, o George Albert Smith participa da dedicação de um monumento erigido no local de nascimento de Joseph Smith. bom, esse monumento é um “Obelisco” = Um obelisco (do latim obeliscus do grego ὀβελίσκος, diminutivo de ὀβελός "espeto") é um monumento comemorativo, típico do Antigo Egipto, constituído de um pilar de pedra em forma quadrangular alongada e sutil, que se afunila ligeiramente em direção a sua parte mais alta, normalmente decorado com inscrições hieroglíficas gravadas nos quatro lados, terminado com uma ponta piramidal. Foi colocado no centro de grandes espaços abertos, nos templos do deus solar RA. Surgiram, na época do período pré-dinástico cultos, para uma grande pedra sagrada que foi levantada no templo de Heliópolis, a "Cidade do Sol". Tal como acontece com as pirâmides, este monumento tinha uma relação primitiva com o culto solar. E ai? Devemos cultuar o Deus Criador, ou o sol? Afinal esta escrito “Guarda-te não levantes os olhos para os céus e, vendo o sol, a lua e as estrelas, a saber, todo o exército dos céus, sejas seduzido a inclinar-te perante eles e dês culto àqueles, coisas que o SENHOR, teu Deus, repartiu a todos os povos debaixo de todos os céus.” Dt 4.19 então do mesmo modo a maçonaria esta errada pois cultua o sol a lua.