Translator

POR QUE JOSEPH SMITH ENTROU PARA MAÇONARIA?

Nauvoo foi fundada pelos Santos dos Últimos Dias em 1839, quase dez anos depois que a igreja tinha sido organizada. A década tinha sido de perseguição implacável contra os membros da igreja. As forças do mal pareciam ter se combinado para combater à restauração do evangelho simples de Jesus Cristo.

O Profeta, para conservar sua vida, foi obrigado a fugir de Kirtland, Ohio, tiveram que abandonar um templo encantador e muitas empresas progressivas que tinham sido construídas. Os Santos como um corpo, foram expelidos de Missouri, sob a ordem de extermínio do governador do estado, apesar de diversos estabelecimentos bem sucedidos pertencentes a membros da igreja dentro do estado. Os Santos foram em procura de uma cidade refúgio, então fundaram uma vila num lugar pantanoso, logo o comercio lá prosperou.

O estabelecimento em Nauvoo foi efetuado na esperança que os Santos pudessem agora viver em paz, para assim adorar o Deus criador dos céus e terra. Lá construíram rapidamente suas casas, logo Nauvoo despontou como a cidade mais populosa e prospera de Illinois. Mas logo após sua chegada lá, os vizinhos começaram a questionar as doutrinas da Igreja. A prosperidade dos industriosos Santos e também o ciúme por parte daqueles que não estavam dispostos a pagar o preço da labuta pelo sucesso incitou a ira dos moradores do local que não eram da Igreja. A perseguição reiniciou-se como havia acontecido em outros lugares. As diferenças e as perspectivas políticas também contribuíram para o contexto de animosidade.

Os Santos já conheciam bastante os sofrimentos causados pelas constantes perseguições das turbas. Joseph Smith procurava meios para proteger a Igreja das grandes perseguições opositoras.

Muitos dos Santos eram maçons, tais como, Hyrum o irmão de Joseph, Heber

C. Kimball, Elijah Fordham, Newel K. Whitney, James Adams, e John C. Bennett. Estes membros da Igreja constantemente convidavam todos ao espírito de liberdade e amor fraternal que são as fundações da fraternidade maçônica e que caracterizam atividades maçônicas.

Nos registros da maçonaria, aqueles princípios estavam altamente inseridos em seus objetivos de a cada dia trabalhar para fazer o outro mais feliz, não somente algum tempo mas todo o tempo.

Este ideal estava de acordo com os ideais elevados do Profeta. Além disso, era sabido por todos que muitos dos homens proeminentes e influentes do estado eram maçons, homens estes que poderiam ser amigos quando necessário. A associação com tal fraternidade poderia ajudar diminuir as perseguições das turbas, a exemplo do que a igreja tinha sofrido em Ohio e em Missouri, raciocinaram assim os conselheiros do Profeta.

Os maçons se tornariam amigos da igreja caso fosse preciso. O trabalho em Nauvoo cresceria se a oposição à igreja fosse contida. O Profeta e os membros da igreja já tinham sofrido muito. Agora queriam paz. Talvez a maçonaria ajudasse. Assim, analisado a luz da historia, talvez tenha sido este o pensamento dos líderes.

Com a aquiescência do Profeta, os membros maçons da Igreja peticionaram ao Grão Mestre de Illinois a permissão para instalar uma Loja em Nauvoo. Em resposta foi concedida a permissão em outubro, 1841, mas só em 15 de março de 1842, que a autoridade veio a Nauvoo para iniciar membros novos, Joseph Smith foi então iniciado. Joseph Smith recebeu alguns dos graus maçônicos, embora ele não fosse um maçom muito ativo. Seu chamado consumia seu tempo e energia. Sua historia mostra que estava extremamente ocupado com uma multidão de problemas da Igreja neste período.

Entretanto, um grande número cidadãos de Nauvoo foram iniciados na fraternidade. Logo a Loja de Nauvoo tinha mais membros do que todas as Lojas restantes de Illinois juntas. Cresceu tanto ao ponto de se tornar a maior Loja do Estado. Neste crescimento rápido, alguns erros parecem ter sido cometidos na Loja. Estes entretanto poderiam facilmente ter sido corrigidos.

Entretanto, a associação de Joseph com a Maçonaria não diminuiu a perseguição. As reivindicações religiosas dos mórmons eram ridicularizadas; o emergente poder político da Igreja pareceu uma ameaça; e sua prosperidade irritava os vizinhos menos sucedidos.

A tentativa de ganhar amigos através da maçonaria com o intuito de frear, ou até mesmo amenizar as perseguição falhou. Todos os maçons somados, eram somente uma fração pequena dos povos do território que cercava Nauvoo. E ninguém sabe com certeza se alguns deles fizeram alguma coisa para frear a perseguição aos "mórmons". A terrível perseguição que cominou com assassinato do Profeta e de seu irmão Hyrum era considerado um caso local. Já que dentro do território de Nauvoo viviam povos de muitos credos e convicções religiosas.

Evidências e reconciliação, p.357

© do copyright por Bookcraft

W. John Walsh

Ainda hoje é bastante comum o ataque por inimigos da Igreja aos Santos dos Últimos Dias porque alguns de nossos líderes da igreja, inclusive Joseph Smith, foram associados com o movimento maçônico. Muitos destes críticos odeiam Maçonaria com o mesmo grau de paixão com que eles odeiam os Santos dos Últimos Dias. Conseqüentemente, parece apropriado fazer alguns comentários sobre Maçonaria. A seguinte informação foi recebida de uma Loja local:

A Maçonaria ensina aos cidadãos respeitáveis a respeitarem às leis morais da sociedade e a obediência às leis do governo sob que vive. Os maçons são homens de caridade e devotados ao trabalho. Persistentes em praticar a filantropia!

Os Maçons dos EUA contribuem com quase dois milhão dólares cada dia para as causas de caridade que, sozinho, mantêm. Estes serviços à humanidade representam um exemplo e um paralelo do compromisso dos interesses humanitários da maçonaria original e honorável.

Muitos dos patriotas da nação americana eram maçons, os treze signatários da constituição e quatorze presidentes dos Estados Unidos, começando com George Washington também o eram.

Hoje, mais quatro milhões de maçons estão espalhados no mundo, oriundos de cada ocupação e profissão. Dentro da fraternidade entretanto, eles participam de todas as reuniões como iguais. Vêm de diversas ideologias políticas, mas encontram-se como amigos. Vêm de diversos seguimentos religiosos, mas todos acreditam em um deus.

 

Um dos aspectos mais fascinantes da Maçonaria é: que muitos homens completamente diferentes, podem se encontrar juntos na paz, nunca tendo debates políticos ou religiosos, conduzem sempre seus casos na harmonia e na amizade, e chamam-se de irmãos.


 

John A. Widtsoe

56 comentários: